Clube Livro

Quem está conectado

1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum


O recorde de usuários online foi de 30 em Dom 17 Abr 2011, 16:21

Últimos assuntos

» PRESENÇA DIVINA
Qua 29 Fev 2012, 03:16 por Super Tifa

» Lancei o mMEU LIVRO, e voltei a CB
Ter 27 Set 2011, 13:01 por capitaoryu

» Queimando em fogo (Vou parar de postar aqui por quê ninguém comenta!)
Sab 10 Set 2011, 23:02 por Shadow_Hunter

» Suas lagrimas estão caindo
Seg 05 Set 2011, 21:01 por Shadow_Hunter

» Oi denovo,"
Seg 05 Set 2011, 20:59 por Shadow_Hunter

» Meu Destino é te amar...
Qui 25 Ago 2011, 11:05 por Shadow_Hunter

» Sangre verme!
Seg 22 Ago 2011, 12:38 por Moonday

» Sonhos e Ilusões
Seg 22 Ago 2011, 12:37 por Moonday

» AMAR VOCÊ
Sab 20 Ago 2011, 16:13 por Shadow_Hunter

» O Sinal da Cruz
Sab 20 Ago 2011, 15:39 por Shadow_Hunter

Carregando avatar...
Usuário:
Meu perfil.
Minhas preferências.
Assinatura.
Meu Avatar.

Post's:
Tópicos que supervisiono.
Meus tópicos favoritos.
Tópicos que participo.
Últimos tópicos.

    O Corvo

    Compartilhe
    avatar
    Shadow_Hunter
    Aluno
    Aluno

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 13/03/2011
    Idade : 22

    Respeito as Regras:
    Barra de Warning:
    100/100  (100/100)

    Poema O Corvo

    Mensagem  Shadow_Hunter em Sab 20 Ago 2011, 15:11

    Poesia feita por mim, comentem please.
    PS: eu sei que não está postado no local certo, mas mesmo assim vejam...

    A suavidade do vento noturno eleva meu espirito
    Meus olhos vermelhos me afastam cada vez mais de uma possivel chegada.
    Antes quando o mundo era movido por amor,
    O escuro poderia ser conpreendido e adotado,
    Mas hoje tudo é guerra,
    fome, dinheiro e devastação...
    carrego minha foice,
    e o fardo do mal agoro,
    tudo em minhas costas,
    sendo um animal tão pequeno...
    Meu melhor amigo é feito de palha,
    não tem emoções e não copreende meus desejos e ideias,
    como muitos fora do meu mundo...
    Trago a morte atrás de mim,
    um espirito corrupto e maldito,
    às margens do rio de sangue,
    onde beberei meu ultimo drink...
    O som do meu lamento e como o som de mil desatres naturais,
    acontecendo ao mesmo momento...
    O bater de minhas asas faz o mundo tremer à minha vontade,
    tudo seria perfeito se pelo menos fosse verdade...

      Data/hora atual: Sab 18 Nov 2017, 16:17