Clube Livro

Quem está conectado

1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum


O recorde de usuários online foi de 30 em Dom 17 Abr 2011, 16:21

Últimos assuntos

» PRESENÇA DIVINA
Qua 29 Fev 2012, 03:16 por Super Tifa

» Lancei o mMEU LIVRO, e voltei a CB
Ter 27 Set 2011, 13:01 por capitaoryu

» Queimando em fogo (Vou parar de postar aqui por quê ninguém comenta!)
Sab 10 Set 2011, 23:02 por Shadow_Hunter

» Suas lagrimas estão caindo
Seg 05 Set 2011, 21:01 por Shadow_Hunter

» Oi denovo,"
Seg 05 Set 2011, 20:59 por Shadow_Hunter

» Meu Destino é te amar...
Qui 25 Ago 2011, 11:05 por Shadow_Hunter

» Sangre verme!
Seg 22 Ago 2011, 12:38 por Moonday

» Sonhos e Ilusões
Seg 22 Ago 2011, 12:37 por Moonday

» AMAR VOCÊ
Sab 20 Ago 2011, 16:13 por Shadow_Hunter

» O Sinal da Cruz
Sab 20 Ago 2011, 15:39 por Shadow_Hunter

Carregando avatar...
Usuário:
Meu perfil.
Minhas preferências.
Assinatura.
Meu Avatar.

Post's:
Tópicos que supervisiono.
Meus tópicos favoritos.
Tópicos que participo.
Últimos tópicos.

    O Sinal da Cruz

    Compartilhe
    avatar
    Shadow_Hunter
    Aluno
    Aluno

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 13/03/2011
    Idade : 22

    Respeito as Regras:
    Barra de Warning:
    100/100  (100/100)

    Outro O Sinal da Cruz

    Mensagem  Shadow_Hunter em Sab 20 Ago 2011, 15:39

    O sinal da cruz está desenhado com sangue
    Sangue de mil infancias e inocencias que se perderam
    A morte mais uma vez faz seu trabalho com calma,
    Até se assusta ao perceber,
    que o homen está mais rapido do que ela...
    Será que a lição nunca será aprendida?
    Quantos corpos terão que apodrecer em um campo negro
    até que seja percebido que a guerra,
    é o caminho mais rapido para o inferno?
    Não importa, para ele está bem,
    seu caldeirão está cheio,
    então poderá alimentar suas aberrações...
    Os olhos choram, as mãos tremem, as mentes se perdem
    a beleza é destruida, o terror se torna chave de conquista,
    A carne gangrena, os ossos dilaceram-se,
    a chuva corroi, o ár asfixia, a terra engole,
    A água arrebenta, o tempo passa, o tempo passa,
    E ainda estou sem saber,
    Para que nascemos se vamos morrer?

      Data/hora atual: Sab 18 Nov 2017, 16:16