Clube Livro

Quem está conectado

1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum


O recorde de usuários online foi de 30 em Dom 17 Abr 2011, 16:21

Últimos assuntos

» PRESENÇA DIVINA
Qua 29 Fev 2012, 03:16 por Super Tifa

» Lancei o mMEU LIVRO, e voltei a CB
Ter 27 Set 2011, 13:01 por capitaoryu

» Queimando em fogo (Vou parar de postar aqui por quê ninguém comenta!)
Sab 10 Set 2011, 23:02 por Shadow_Hunter

» Suas lagrimas estão caindo
Seg 05 Set 2011, 21:01 por Shadow_Hunter

» Oi denovo,"
Seg 05 Set 2011, 20:59 por Shadow_Hunter

» Meu Destino é te amar...
Qui 25 Ago 2011, 11:05 por Shadow_Hunter

» Sangre verme!
Seg 22 Ago 2011, 12:38 por Moonday

» Sonhos e Ilusões
Seg 22 Ago 2011, 12:37 por Moonday

» AMAR VOCÊ
Sab 20 Ago 2011, 16:13 por Shadow_Hunter

» O Sinal da Cruz
Sab 20 Ago 2011, 15:39 por Shadow_Hunter

Carregando avatar...
Usuário:
Meu perfil.
Minhas preferências.
Assinatura.
Meu Avatar.

Post's:
Tópicos que supervisiono.
Meus tópicos favoritos.
Tópicos que participo.
Últimos tópicos.

    O vampiro

    Compartilhe
    avatar
    Shadow_Hunter
    Aluno
    Aluno

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 13/03/2011
    Idade : 22

    Respeito as Regras:
    Barra de Warning:
    100/100  (100/100)

    Poema O vampiro

    Mensagem  Shadow_Hunter em Sex 19 Ago 2011, 10:23

    Sete seculos se foram,
    E minha mente ainda vive.
    Muitos acham que a eternidade é perfeita,
    Isso não é verdade quando não há razão em seu viver

    Vi tantas tentações, malditos calices!
    Querendo me arrastar para a escuridão,
    Seus corpos me atraiam, mas eu resistia...
    Tantas lutas me levariam à loucura...

    O desejo de sangue,
    o desejo por um amor corrompido,
    Retornando às minhas raizes,
    onde uma vez vivi como um homen...

    Quando eu ainda tinha um pouco de criança dentro de mim,
    Na época em que eu não havia conhecido o desejo de satã,
    Na época em que eu não havia sentido o frio de sua mão,
    Quando eu ainda caminhava por algum motivo... trivial ou não...
    Os dias eram felizes e eu não tinha discórdia em meus olhos
    Muito menos lagrimas de sangue que escorrem com o tempo

    Eu me pergunto por quê?
    Por quê fui escolhido para vir ao mundo sob esta forma?
    Por quê devo me esconder nas asas da noite?
    Por quê o astro, que para muitos é tão celestial,
    Me mata com um simples olhar de sua clemencia?
    Por que devo passar a eternidade como um sangue-suga?
    Caminhando na escuridão, pensando que Deus já não existe aqui...

      Data/hora atual: Dom 24 Set 2017, 23:30